I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

MUITO GRATO POR SUA VISITA, E UMA BOA LEITURA À TODOS!.

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

ATENÇÃO TORCEDORES BETS13 O SEU SITE DE APOSTAS ONLINE

ATENÇÃO TORCEDORES BETS13 O SEU SITE DE APOSTAS ONLINE
NÃO PERCA TEMPO E CLIQUE NA IMAGEM PARA FAZER A SUA APOSTA

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!
EM SOBRAL, UBAJARA E TIANGUÁ - FONES: (88) 3611-5346/99244-7730/9931-8511/3671-1144/99428-2616/99739-8777

CURTA A MAIS NOVA PÁGINA DESTE BLOG, NO FACEBOOK!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!
RUA VEREADOR MANOEL FROTA 539 - CENTRO - TIANGUÁ/CE

FAZENDO VALER SUA IDEIA!

FAZENDO VALER SUA IDEIA!
FAÇA AQUI SUA DIVULGAÇÃO!

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA
ATENDIMENTO DELIVERY DO SUPRA SUPERMERCADO LIGUE: (88) 9-9210.0302/9-9737.3611/9-9434.7201

segunda-feira, 13 de junho de 2016

FBI CONFIRMA NOME DE SUSPEITO DE ATAQUE A BOATE: OMAR SADDIQUI MATEEN

Omar Mateen é suspeito de atirar dentro de boate gay em Orlando (Foto: Reprodução/MySpace)

O FBI confirmou na tarde deste domingo (12) que Omar Saddiqui Mateen, de 29 anos, é o suspeito de matar 50 pessoas na boate gay Pulse em Orlando, nos Estados Unidos. Ele morreu em troca de tiros com policiais, segundo a agência federal.

Fotos

De acordo com as autoridades, ele comprou legalmente duas armas de fogo na última semana, uma pistola e um rifle de assalto.

"Foi reportado que Mateen fez ligações ao 911 (número de emergência) esta manhã nas quais ele afirmou sua lealdade ao líder do Estado Islâmico", disse o agente do FBI Ronald Hopper em coletiva de imprensa nesta tarde.

O suspeito já havia sido investigado porque havia citado possíveis ligações com terroristas a colegas de trabalho. Ele foi interrogado pelo FBI em pelo menos três ocasiões.

Em 2013 ele fez "comentários incendiários a seus companheiros de trabalho que deram a entender seus possíveis laços com terroristas", disse Hopper, o que levou as autoridades a fazerem um registro de seus antecedentes, revisar imagens de câmeras de segurança e interrogá-lo em duas ocasiões.

As investigações foram fechadas por falta de provas e a impossibilidade de confirmar a veracidade desses comentários.

Em 2014, Mateen voltou a ser investigado, desta vez por sua suposta relação com Moner Mohammad Abusalha, um terrorista com nacionalidade americana que morreu em um ataque suicida na Síria. O FBI realizou uma investigação e novamente interrogou Mateen, mas depois concluiu que "o contato foi mínimo e não representou uma ameaça naquele momento", de acordo com Hopper.

Apesar das investigações passadas, Omar Saddiqui Mateen não estava sendo investigado atualmente e não estava sob observação do FBI. Não há, por enquanto, evidências de que ele tenha sido treinado ou orientado pelo Estado Islâmico, segundo a rede "CNN".

Mais cedo, uma agência de notícias ligada ao Estado Islâmico afirmou que o ataque foi realizado por um "combatente" do grupo, sem fazer referência à identidade de Mateen. O senador da Flórida Bill Nelson disse que não está confirmado que o grupo tenha assumido a responsabilidade pelo tiroteio.

Mateen é americano, filho de pais estrangeiros e morava na cidade de Port St. Lucie, também na Flórida. Segundo a mídia local, Mateen é de família afegã.

Segundo o jornal "Washington Post", o pai do suspeito chama-se Seddique Mateen. De origem afegã, ele apresentava um programa sobre política e apoiava o regime talibã. Ainda segundo o jornal, Seddique chegou a se declarar candidato a presidente do Afeganistão.

Em entrevista ao canal de TV "NBC", o pai do suspeito descartou motivações religiosas para o ataque e apontou para homofobia. "Isto não tem nada a ver com a religião", disse, acrescentando que seu filho ficou transtornado, há mais ou menos dois meses, quando viu dois homens se beijando durante uma viagem a Miami. "Peço desculpas pelo incidente. Não éramos conscientes de que estivesse premeditando algum tipo de ação. Estamos em estado de choque da mesma forma que todo o país", disse.

Instável
A ex-mulher de Mateen disse ao "Washington Post" que ele era violento, mentalmente instável e batia nela constantemente enquanto eles eram casados. "Ele era uma pessoa normal no começo, mas algumas meses depois do casamento, ele começou a me assustar, ter um comportamento bipolar. Comecei a ter medo pela minha integridade física. Alguns meses depois ele começou a abusar de mim fisicamente, me impedir de falar com a minha família", disse Sitora Yusufiy. 

Os dois não se falavam há mais de 7 anos, e ficaram juntos por 4 meses.
AUTOR: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos.

O TIANGUÁ AGORA descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

TIANGUÁ AGORA NO TWITTER!

Real Time Analytics