I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

MUITO GRATO POR SUA VISITA, E UMA BOA LEITURA À TODOS!.

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

ATENÇÃO TORCEDORES BETS13 O SEU SITE DE APOSTAS ONLINE

ATENÇÃO TORCEDORES BETS13 O SEU SITE DE APOSTAS ONLINE
NÃO PERCA TEMPO E CLIQUE NA IMAGEM PARA FAZER A SUA APOSTA

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!
EM SOBRAL, UBAJARA E TIANGUÁ - FONES: (88) 3611-5346/99244-7730/9931-8511/3671-1144/99428-2616/99739-8777

CURTA A MAIS NOVA PÁGINA DESTE BLOG, NO FACEBOOK!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!
RUA VEREADOR MANOEL FROTA 539 - CENTRO - TIANGUÁ/CE

FAZENDO VALER SUA IDEIA!

FAZENDO VALER SUA IDEIA!
FAÇA AQUI SUA DIVULGAÇÃO!

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA
ATENDIMENTO DELIVERY DO SUPRA SUPERMERCADO LIGUE: (88) 9-9210.0302/9-9737.3611/9-9434.7201

quarta-feira, 7 de junho de 2017

EM FORTALEZA (CE), JUSTIÇA MULTA DONO DE BARRACA NA PRAIA DO FUTURO POR IMPEDIR COMÉRCIO DE AMBULANTES

Caso de agressão motivou ação do MPF (Foto: reprodução)

A Justiça Federal decidiu multar em R$ 30 mil o empresário Argemiro Guidolin Filho, dono da barraca de praia Crocobeach, localizada na Praia do Futuro, em Fortaleza, após o caso de agressão a um vendedor ambulante por seguranças do estabelecimento. O juiz federal George Marmelstein Lima, da 3ª Vara Federal no Ceará, considerou que houve descumprimento de decisão judicial que determina que a empresa não pode impedir o comércio de ambulantes na praia.

Sobre o assunto
Barraca da Praia do Futuro demite seguranças envolvidos em agressão a ambulante
A decisão é do dia 1º de junho e atende a ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF). O órgão fez o pedido de aplicação de multa à Justiça em abril deste ano, após o caso de agressão ao vendedor ambulante ser veiculado na imprensa. O vídeo do ato de violência, que foi divulgado na ocasião, foi apresentado pelo MPF na denúncia como prova.


Para o juiz George Marmelstein, o vídeo da agressão não deixa dúvida de que há uma política oficial adotada pela barraca de praia para impedir a atuação de ambulantes. "Os seguranças que praticam a agressão estão claramente orientados a impedir que os ambulantes exerçam a atividade comercial naquela área, o que constitui uma clara afronta ao comando judicial", afirmou o magistrado ao julgar o pedido do MPF.

O advogado da Crocobeach, Rafael Valêncio, adiantou que a barraca vai recorrer da decisão, a qual considera desproporcional e arbitrária. Segundo Rafael, ela "afronta o dispositivo da setença da ação civil pública" sobre a venda de produtos concorrentes aos da barraca.

O POVO Online entrou em contato com a presidente da Associação de Barracas da Praia do Futuro, Fátima Queiroz, mas as ligações não foram atentidas.

Vídeo da agressão:

Ação do MPF

O MPF já havia ajuizado ação civil pública contra o empresário em julho de 2013. Segundo a procuradora da República Nilce Cunha Rodrigues, o dono do estabelecimento estava impedindo a livre circulação de pessoas que não eram clientes, principalmente vendedores ambulantes, inclusive mediante ameaças e agressões físicas verbais.

Em fevereiro de 2017, a Justiça determinou multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento. De acordo com a sentença, além de não poder impedir o comércio de produtos não concorrentes aos da barraca, o estabelecimento também não pode se negar a vender produtos aos ambulantes e nem impedir o acesso e o trânsito de pessoas à área de praia e ao mar.

De acordo com a Justiça, eventual fiscalização da atividade de ambulante, mesmo no interior da barraca de praia, não pode ser realizada por particulares.

AUTOR: O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos.

O TIANGUÁ AGORA descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

TIANGUÁ AGORA NO TWITTER!

Real Time Analytics