I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

APROVEITE!

APROVEITE!
CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA SUPER OFERTAS PARA VOCÊ!

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

É A SUA MAIOR CHANCE!

É A SUA MAIOR CHANCE!
O SONHO DE SUA CASA PRÓPRIA!

OS MELHORES FILMES VOCÊ ENCONTRA AQUI!

OS MELHORES FILMES VOCÊ ENCONTRA AQUI!
SESSÃO DE CINEMA DE 5ª A DOMINGO

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

SEU ANÚNCIO AQUI!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!
EM SOBRAL, UBAJARA E TIANGUÁ - FONES: (88) 3611-5346/99244-7730/9931-8511/3671-1144/99428-2616/99739-8777

TIANGUÁ, AGUARDE EM BREVE!

TIANGUÁ, AGUARDE EM BREVE!
VOCÊ IRÁ SE SURPREENDER!

SAIBA DE TODOS OS CONCURSOS NO BRASIL!

SAIBA DE TODOS OS CONCURSOS NO BRASIL!
BASTA CLICAR NA IMAGEM!

DISTRIBUIDORA DE: Carnes Bovina, Suína, Aves, Peixes, Embutidos, Frios

DISTRIBUIDORA DE: Carnes Bovina, Suína, Aves, Peixes, Embutidos, Frios
Rodovia CE-187, Km 15, 895 - Frecheiras Tianguá(CE); 88 3671-1968/3671-4040

AQUI É O LUGAR CERTO PARA VOCÊ!

AQUI É O LUGAR CERTO PARA VOCÊ!
AV. PREFEITO JAQUES NUNES 708/TIANGUÁ (CE)

ADVOCACIA ESPECIALIZADA EM TIANGUÁ!

ADVOCACIA ESPECIALIZADA EM TIANGUÁ!
FONES: (88)3671-2174 (88)99428-3261

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!
RUA VEREADOR MANOEL FROTA 539 - CENTRO - TIANGUÁ/CE

FAZENDO VALER SUA IDEIA!

FAZENDO VALER SUA IDEIA!
FAÇA AQUI SUA DIVULGAÇÃO!

A SOLUÇÃO DOS SEUS PROBLEMAS FINANCEIROS!

A SOLUÇÃO DOS SEUS PROBLEMAS FINANCEIROS!
EM: TIANGUÁ, UBAJARA, FRECHEIRINHA E VIÇOSA DO CEARÁ

TECNO FILMES DO BRASIL

sexta-feira, 24 de junho de 2016

ASSALTANTES MORREM DEPOIS DE ROUBAR VEÍCULO E BATER EM POSTE, EM FORTALEZA (CE)

Veículo também atingiu o muro de uma casa e derrubou a fiação do poste. Perícia esteve no local e retirou os corpos (Foto: Reprodução)

Dois assaltantes morreram, na madrugada desta quinta-feira (23), após roubarem um carro e baterem em um poste na rua Jaime Benévolo, no bairro José Bonifácio, em Fortaleza. 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a dupla assaltou a mulher de um soldado, na Aldeota, e, posteriormente, foi perseguida por uma viatura. Tentando fugir, os criminosos acabaram colidindo em alta velocidade, morrendo na hora.

O veículo, um i30 prata, pertencia ao soldado David, da PM, e ficou praticamente destruído no local da colisão. Segundo o tenente coronel Lima, comandante do 5º BPM, a polícia avistou o veículo no bairro Rodolfo Teófilo, onde teve início a perseguição. 

"O carro foi tomado de assalto na Aldeota e, por volta das 3h, foi localizado por uma viatura. Imediatamente, teve início a abordagem aos meliantes, que fugiram em alta velocidade. A viatura se manteve em perseguição até o momento da batida", disse.

A PM informou também que o veículo atingiu o muro de uma casa e a fiação do poste caiu. A perícia esteve no local e retirou os corpos das ferragens.

AUTOR: DN

POLÍCIA CIVIL PRENDE EM MARACANAÚ (CE), 32 MEMBROS DO PCC QUE PLANEJAVAM ATAQUES EM SÉRIE NO FIM DE SEMANA

Os 32 suspeitos foram cercados pela Polícia Civil em um sítio, em Maracanaú

Trinta e duas pessoas foram presas numa operação de Inteligência realizada na noite desta quinta-feira (23), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). O grupo seria ligado à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), de origem nos presídios de São Paulo.

Várias armas de fogo, entre elas, uma metralhadora, além de muita munição, celulares e veículos foram apreendidas durante a ação da Polícia Civil e encaminhadas, junto com os suspeitos para a sede daquela Especializada, que funciona, provisoriamente, no prédio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), ao lado do Terminal Rodoviário Engenheiro João Tomé, no bairro de Fátima.

A ação foi comandada pelo delegado Raphael Vilarinho e ocorreu em um sítio no Município de Maracanaú, após aquela delegacia receber informações de que membros de uma facção criminosa iria iniciar mais uma sequência de atentados na Capital em represália à prisão de uma quadrilha de ladrões de bancos, fato ocorrido na última quarta-feira na região do Maciço de Baturité.

Entre os 32 presos estariam traficantes de drogas, assaltantes e homicidas, sendo a maioria já com antecedentes criminais e alguns foragidos dos presídios da RMF.

Alerta geral

Ainda na noite de ontem, o próprio delegado-geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, compareceu à sede da DRF e determinou que os presos fossem distribuídos em carceragens de várias delegacias da Capital, visto que os xadrezes da DCTD não comportariam todos os presos, pois ali já há vários traficantes aguardando transferência para o Sistema Penitenciário.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) emitiu para as suas instituições vinculadas (Polícias Civil e Militar e Pefoce, além do Corpo de Bombeiros) em alerta máximo por conta da desarticulação do bando, pois acredita que outros criminosos possam tentar realizar resgates ou iniciar uma sequência de atentados como represália à desarticulação do grupo.

AUTOR: BLOG DO FERNANDO RIBEIRO

SEJUS CONTABILIZA 14 MORTES EM REBELIÕES EM PENITENCIÁRIA CEARENSES, APÓS RECONTAGEM

O número de mortos durante rebeliões em unidades prisionais do Ceará foi atualizado nesta quinta-feira, 23, para 14. A informação é da Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará (Sejus), que chegou ao novo dado após novas análises da Perícia Forense (Pefoce). Antes, eram apontados 18 mortos.

Segundo a Sejus, a discrepância de números deve-se à dificuldade de identificação dos corpos carbonizados. A secretaria informou que as mortes registradas durante as rebeliões dos dias 21 e 22 de maio ocorreram devido a conflitos entre os internos.

As rebeliões começaram durante a greve dos agentes penitenciários. Os familiares de internos estiveram na porta das unidades naqueles dias, mas foram impedidos de visitá-los.

A Sejus informou, em nota, que o estudo conclusivo contou com exames de DNA forense, radiografias, odontologia forense, papiloscopia e outras técnicas que foram necessárias para identificar as vítimas. Até o momento, 12 mortos foram identificados:

1. Paulo César de Oliveira, 46 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, e respondia por tráfico.

2. Francisco Clenildo Felipe Costa, 40 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, e respondia por roubo.

3. Daniel Henrique Maciel dos Santos, 26 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, e respondia por homicídio e roubo.

4. Wellington Silva de Lima, 26 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, e respondia por homicídio.

5. Roberto Bruno Augostinho da Silva, 23 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, e respondia por homicídio.

6. Daniel de Sousa Oliveira, 22 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, e respondia por homicídio e roubo.

7. Rian Pereira Paz, 33 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, e respondia por tráfico.

8. Geovane Vieira de Sousa, 30 anos, estava recolhido na Unidade Prisional Desembargador Francisco Adalberto Barros de Oliveira Leal, e respondia por homicídio.

9. Francisco Feitosa de Sousa, 31 anos, estava recolhido na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto, e respondia por crimes sexuais.

10. Luan Brito da Silva, 21 anos, estava recolhido na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva, e respondia por roubo e corrupção de menores.

11. Francisco Yan Sousa Franco, 20 anos, estava recolhido na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto, e respondia por homicídio.

12. Mark Levi Duarte da Silva, 22 anos, estava recolhido na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto, e respondia por homicídio.

Desde a greve dos agentes prisionais, o Governo do Estado instalou gabinete de crise para cuidar da situação. A Força Nacional foi chamada para garantir a segurança nos presídios durante as reformas.

Em vídeo que circulava nas redes sociais, o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará, Valdemiro Barbosa, determinou à categoria que familiares de presos do sistema penitenciário do Ceará fossem impedidos de visitar os parentes.

Depois, ele negou incitação à violência ou comemorações sobre os tumulto registrados nos presídios. "A responsabilidade de colocar as visitantes para dentro era da Secretaria da Justiça, que não colocou ninguém'', disse.

A greve dos agentes foi encerrada no mesmo dia que começou, após reunião com a cúpula do governador Camilo Santana (PT). O Governo do Ceará atendeu ao pleito dos agentes penitenciários e prometeu 100% de gratificação de atividade de risco, mas de forma escalonada. Atualmente, eles possuem 60% de gratificação. Com o acordo chegará em até 70% em fevereiro de 2017, 80% em janeiro de 2018 e 100% em novembro de 2018.

AUTOR: O POVO

EX-DELEGADA É SUSPEITA DE ENVOLVIMENTO NO ESQUEMA DE COMPRA E VENDA DE LIMINARES, NO CEARÁ

Mais uma advogada foi suspensa por 90 dias em sessão sigilosa realizada pelo Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE). 

A ex-delegada de Polícia Civil Maria Gorete Silva Ferreira é suspeita de envolvimento no esquema de compra e venda de liminares para soltura de criminosos nos plantões do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). 

Seis advogados e um desembargador do Poder Judiciário estadual já foram afastados. A sessão ocorreu na última terça, 21.

O presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-CE, Damasceno Sampaio, explica que os processos só foram instalados após a chegada de documentos entregues pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Justiça Federal. "A proporção que vamos chegando a algumas conclusões, nós estamos suspendendo preventivamente os advogados que têm indício de envolvimento nessas infrações disciplinares", diz.

Três advogados citados foram absolvidos pela não verificação de ligação com o caso. Conforme Sampaio, a apuração do material deve ser concluído no próximo dia 15. Após esse prazo, haverá julgamento de mérito, quando pode ocorrer suspensão por período de tempo maior, que pode ir de 30 dias para 12 meses, como delimitado pela Justiça. Outra possibilidade é a exclusão do advogado dos quadros da OAB, probindo o profissional de advogar em qualquer lugar do País.

Ouça a entrevista completa com Damasceno Sampaio à Rádio O POVO CBN (FM 95.5 AM 1010)

O POVO Online entrou em contato com Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) a respeito da ex-delegada de Polícia Civil, Maria Gorete Silva Ferreira, suspeita de envolvimento no esquema de venda de liminares, mas não houve retorno até a publicação desta matéria.

AUTOR: O POVO

CARRO APREENDIDO É INCENDIADO EM FRENTE DE DELEGACIA, NO CEARÁ

FOTO: G1

Um carro foi incendiado no início da tarde desta quinta-feira, 23, em frente ao 12º Distrito Policial, no Conjunto Ceará, em Fortaleza. O veículo estava apreendido na unidade policial e ficava estacionado na área externa, no Polo de Lazer do bairro.

Segundo informações da Polícia Civil, o veículo começou a pegar fogo por volta das 11h47min, mas os suspeitos não foram identificados. O Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar as chamas e ninguém ficou ferido.

Os policiais da unidade informaram que o carro ficou completamente destruído pelas chamas. Um inquérito foi instaurado para apurar o atentado, e as imagens das câmeras de segurança da delegacia serão utilizadas.

Na semana passada, um veículo apreendido pela Polícia também foi incendiado, em frente ao 6º DP, na Messejana.

AUTOR: O POVO

CONDENADO A 85 ANOS DE PRISÃO AGRICULTOR QUE ESTUPRAVA ENTEADA E SOBRINHO, EM MONSENHOR TABOSA (CE)

Um agricultor de Mosenhor Tabosa, interior do Ceará, foi condenado a 85 anos e seis meses de prisão por estuprar a enteada de 12 anos e o sobrinho de 20 anos, portador de distúrbio mental. 

A decisão do juiz substituto Mikhail de Andrade Torres é resultado da denúncia da Promotoria de Justiça de Monsenhor Tabosa, por meio do promotor Luiz Cogan. A condenação ocorreu nesta segunda-feira, 20, e é considerada a maior da história registrada no município.

Conforme a investigação do promotor Luiz Cogan, os abusos tiveram início em 2012, quando a enteada tinha oito anos e o sobrinho 16 anos. A Promotoria teve conhecimento sobre o caso por meio de denúncia no Disque Direitos Humanos (Disque 100) e, em menos de três meses do início do processo, o agricultor foi condenado.

Durante a investigação do promotor, as vítimas e o agressor foram ouvidos. O estuprador considerava "normal" os atos contra a enteada e o sobrinho. "Ele era muito frio, achava que era normal, desconsiderava a vulnerabilidade tanto da criança, quanto do adolescente. É um caso que ocorria em uma área rural, se não chegasse a denúncia pelo Disque 100, nunca iríamos saber", comentou Cogan.

A investigação aponta que o agricultor, além de abusar sexualmente, agredia psicologicamente o sobrinho, com ameaças para o jovem não contar a ninguém sobre os abusos constantes ocorridos em açudes da cidade de Monsenhor Tabosa e até em bares. Quanto à enteada, a violência sexual ocorria nas madrugadas ou quando a mãe da vítima saía de casa por algum motivo.

"Os casos (envolvendo estupro de vulneráveis) são recorrentes no Interior. Não é o primeiro que chega. Nós estamos, assim que chegam os fatos, tomando providências. O grande desafio é coibir de forma eficiente esse tipo de criminalidade", finalizou o promotor Luiz Cogan.

A investigação da Promotoria teve apoio do Conselho Tutelar, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e da Polícia Civil. O POVO Online opta por não divulgar o nome do acusado para preservar a identidade das vítimas.

AUTOR: O POVO

quinta-feira, 23 de junho de 2016

MENINA QUE DENUNCIOU EM CARTA À MÃE, O PAI POR ESTUPRO NO AMAZONAS, SENTIA CULPA, DIZ PSICÓLOGA

Menina relatou estupro em carta escrita para a mãe (Foto: Reprodução)

A menina de 12 anos, que escreveu uma carta à mãe para contar sobre os estupros sofridos pelo próprio pai, foi influenciada a sentir culpa por estar sendo violentada. A avaliação é da psicóloga da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Antonieta Cavalcanti. Após mãe e filha procurarem a polícia, o homem foi preso.

No texto, a criança conta como ocorriam os crimes. A menina não cita quando os estupros tiveram início, mas afirma que eles ocorriam há muito tempo. Ela chega a pedir perdão para a mãe e a dizer que não conseguia impedir os abusos do pai.

Relatos

"Mãe, me perdoa. Faz um tempo que isso está acontecendo [...] hoje isso aconteceu, isso é tão nojento. Mãe, eu nunca teria coragem de dizer para ele parar. Tudo começou quando ele veio com uma história de que queria lutar. Eu queria tirar ele de cima de mim, mas eu não conseguia, depois eu deixei, mas na minha mente eu nunca quis, ele falava para eu não sair, só que me doía muito mas eu sempre deixava. [...]", escreveu a vítima.

Em outro trecho, ela fala que tentou contar antes, mas teve medo. "Eu não queria olhar na cara dele, mas eu tinha que fingir que estava tudo normal. Eu não queria mais escutar no jornal coisa (sobre) abuso porque me doía muito. Eu já tinha escrito outra carta, só que não tive coragem de entregar. Eu pedi a Deus coragem para entregar essa. Por isso eu ficava com raiva de repente, nem ele nem a senhora me viram chorando, mas eu choro muito", diz um trecho da carta.

Influenciada

Para a psicóloga, que ouviu a menina na delegacia, o pai teria influenciado a criança a acreditar que ela era a responsável pelos abusos. Ainda segundo a psicóloga, ele agia para que a filha acreditasse que ela própria permitia os estupros.

"Ele utilizou jogos, brincadeiras como recursos para que ele viesse a ter essa prática. Ela percebeu, mas isso impediu que ela viesse a contar o que estava acontecendo por ser o pai dela. Através desse brincar, ele deixa isso claro para ela, que ela está consentindo. Ele projeta nela os desejos dele", disse.

Pai preso

A polícia tomou conhecimento do caso após denúncia da menina e da mãe, ambas abaladas. Depois de ouvir o relato das duas e ler a carta, uma viatura foi encaminhada até a casa da família, onde homem foi preso.

A menina contou à polícia que foi vítima de mais um estupro na tarde de terça e, por isso, decidiu escrever a carta para a mãe. "Ela sentia vergonha, tinha medo. Ela pedia perdão porque na cabeça dela estava traindo a própria mãe", disse o tenente B. Chaves, da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

O suspeito, tem 34 anos, é industriário durante o dia e à noite faz bicos como mototaxista. Na delegacia, o pai negou as acusações da filha. No entanto, a menina foi encaminhada para exames no Instituto Médico Legal (IML). O laudo, segundo a assessoria da Polícia Civil, confirmou os abusos.

O pai da criança foi autuado por estupro de vulnerável foi encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa.
Trechos da carta escrita pela vítima (Foto: Reprodução)

AUTOR: G1/AM

JOGADOR JOBSON É PRESO SUSPEITO DE ESTUPRAR 4 MENINAS, NO PARÁ

Jobson foi preso nesta quinta-feira, 23, após decisão da Justiça do Pará. (Foto: Reprodução/TV Globo)

A Polícia Civil cumpriu nesta quinta-feira (23) o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Conceição do Araguaia, no sudeste paraense, contra o jogador Jobson. O ex-jogador do Botafogo é suspeito de estuprar quatro adolescentes que residem no município. Ele foi preso pela equipe de policiais na sua chácara, localizada na cidade de Couto de Magalhães, oeste do Tocantins.

Jobson também é suspeito de um quinto caso de estupro, que ainda está sendo investigado pela polícia. Ao ser preso, o atleta não ofereceu resistência e foi levado em uma viatura policial até a delegacia de Conceição do Araguaia, inicialmente, para prestar depoimento durante a tarde desta quinta. Em seguida, ele será apresentado ao juiz responsável pelo mandado de prisão.

Segundo nota divulgada pela assessoria da Polícia Civil do Pará, o inquérito policial foi instaurado há uma semana, depois que uma das vítimas, uma garota de 13 anos, denunciou que fotos suas em situações pornográficas estavam circulando em grupos de rede social. 

Ainda segundo a vítima, o jogador teria aliciado a menor em Conceição do Araguaia para levá-la até sua chácara, no Tocantins, junto com outras três adolescentes. Lá, as vítimas teriam sido embriagadas e entorpecidas para, em seguida, serem abusadas sexualmente.

Ainda de acordo com as denúncias, uma das menores chegou a telefonar para o jogador, dizendo que iria denunciá-lo, e ele, em seguida, teria feito ameaças à garota.

"Ele aliciava as garotas para fazer festas com bebidas e drogas e as levava para sua chácara ou para outros lugares. São quatro adolescentes, uma vai completar 13 anos, a outra já tem 13 anos completos e as outras duas têm 14 anos completos", afirmou o delegado Rodrigo da Motta, em nota da Polícia Civil.

As vítimas passaram por exames periciais e atendimentos médicos. Nas duas menores de 12 e 13 anos foi constatado que houve conjunção carnal. As outras duas adolescentes alegaram, em depoimento, que consentiram as relações sexuais, no entanto, afirmaram que estavam sob efeito de bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes colocadas na bebida.

Ciente do ocorrido, a família do jogador ficou abalada com a notícia e se encaminha neste momento para a delegacia onde Jobson está detido. A mãe dele busca um advogado local para defendê-lo.

O GloboEsporte.com entrou em contato com Rodolpho César, advogado de Jobson no Rio de Janeiro. Ele afirmou que estava saindo de uma audiência, ficou surpreso com a notícia e reforçou que cuida apenas da parte esportiva da carreira do atacante.

Jobson está suspenso pela Fifa de realizar qualquer atividade relacionada ao futebol até 31 de março de 2018. Ele foi acusado pelo clube Al Ittihad, da Arábia Saudita, de se recusar a fazer exame antidoping. Posteriormente, a Fifa deu validade mundial à pena que, de início, foi imposta pela Federação Saudita de Futebol. A suspensão aconteceu em abril do ano passado. Em março, o atleta teve o seu recurso rejeitado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês).

Também em março, o atacante foi proibido de atuar em competições amadoras da sua cidade natal. De acordo com Everaldo Lisboa, presidente da Liga Esportiva de Conceição do Araguaia (LECA), Jobson iria defender o Leãozinho na Liga local, mas a equipe do Combatente também apresentou sua inscrição, o que causou a confusão e o impedimento dele atuar no campeonato.

AUTOR: G1/GE

MP DEVE PEDIR PRISÃO PARA ESTUDANTE AFRICANO SUSPEITO DE ESTUPRAR COLEGA EM UMA FESTA, EM ACARAPE (CE)

Nos campus da Unilab, em Acarape e Redenção, pichações de protesto após o crime

O Ministério Público Estadual (MPE) poderá encaminhar, ainda hoje (23), à juíza da Comarca de Acarape (a 54 Km de Fortaleza), pedido de decretação da prisão temporária ou preventiva de um aluno da Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). O universitário, de 22 anos, é suspeito de ter estuprado uma colega, 25 anos, durante uma festa organizada pelos estudantes no último fim de semana.

O caso estava sob sigilo, e só veio à tona ontem, quando várias pichações apareceram nos muros daquela instituição de ensino, que possui campus em Acarape e Redenção, municípios vizinhos. Os alunos protestaram pela insegurança no campus e diante da decisão da Justiça, que mandou soltar o estuprador após ele ter sido preso.

O estupro da garota, de origem africana, assim como o suspeito, teria ocorrido num bloco de apartamentos em Acarape, onde os alunos estrangeiros montaram uma espécie de residência ou república universitária. No entanto, o caso foi registrado em Redenção, já que na primeira cidade não há delegacia, apenas um posto policial.

Relaxou

Embora o fato tenha acontecido no sábado (18) e a queixa somente registrada na segunda-feira (20), o suspeito foi detido e autuado em flagrante pela delegada Arlete Silveira. Ele afirma que a primeira providência da vítima foi procurar atendimento médico, e foi a própria equipe de Saúde que efetuou a denúncia à Polícia.

No entanto, dois dias depois, na quarta-feira (22), o suspeito acabou sendo posto em liberdade por decisão judicial. A juíza de Direito Juliana Sampaio entendeu que ocorrera uma ilegalidade no flagrante, já que o flagrante aconteceu dois dias após o cometimento do delito. Diante disso, a magistrada determinou o relaxamento da prisão do estudante.

A Unilab emitiu uma nota oficial sobre o episódio, informando que está prestando apoio social e psicológico necessário aos envolvidos e que está acompanhando o caso no âmbito judicial.

O clima é de revolta entre os estudantes dos dois campus (Redenção e Acarape). Muitas jovens denunciaram que constantemente são assediadas pelos colegas.

AUTOR: BLOG DO FERNANDO RIBEIRO

O PAI QUE RECUPEROU NA JUSTIÇA A GUARDA DA FILHA DE 6 ANOS; E A MATOU COM GOLPES NA CABEÇA, NA INGLATERRA

Fornecido por BBC Ben Butler havia sido condenado por sacudir a filha quando ela era bebê

Um caso envolvendo o assassinato brutal de uma menina de seis anos pelo próprio pai chegou ao fim na terça-feira na Inglaterra, após um julgamento cujos detalhes chocaram o país.

Ellie foi morta dentro de casa, em outubro de 2013. Por unanimidade, o júri considerou seus pais, Ben Butler e Jennie Gray, culpados. Ele foi condenado a no mínimo 23 anos de prisão, e ela, considerada cúmplice, a 42 meses.

O crime consternou os britânicos pela violência - a criança apresentava lesões no crânio e na coluna comparáveis às encontradas em pessoas que sofrem acidentes de carro em alta velocidade - e também pelo fato de Butler já ter sido acusado de agredir a filha quando ela ainda era um bebê.

Ele havia conseguido recuperar a guarda da menina apenas 11 meses antes de ela ser morta, após uma campanha para convencer as autoridades de que a condenação inicial havia sido um erro. Ele foi inocentado da acusação de agressão ao bebê em 2009 e, posteriormente, apesar de objeções da polícia, do serviço social e dos avós, conseguiu recuperar a guarda da filha na Suprema Corte.

Avô gastou suas economias lutando nos tribunais para que guarda da menina não fosse concedia aos pais

Nesta quarta-feira, o avô materno da menina, Neal Gray, pediu a abertura de um inquérito público para investigar a atuação da Justiça no episódio e lembrou da reação de pavor manifestada pela menina durante o processo de recuperação de guarda pelos pais.

"Ela tinha pesadelos e se escondia toda vez que um assistente social nos visitava", disse à BBC.
'Pai perfeito'

Em fevereiro de 2007, quando Ellie tinha pouco mais de um mês de vida, exames constataram graves ferimentos em seu cérebro típicos de casos em que o bebê é violentamente sacudido. Na época, o pai e a mãe não moravam juntos e ela havia deixado a filha com ele. Na versão do pai, ele estava jogando no computador quando percebeu que a menina estava 'sem movimentos e muito branca'. Ela foi levada a um hospital onde o problema no cérebro - do qual ela se recuperou posteriormente - foi detectado.

O pai foi considerado culpado pelas agressões e condenado a 18 meses de prisão em 2009, mas, três anos depois, a Justiça britânica o inocentou - a conclusão foi de que os ferimentos poderiam ter sido "acidentais".

Isso ocorreu após uma pesada campanha pela absolvição de Butler, comandada pelo famoso agente publicitário britânico Max Clifford - que mais tarde seria condenado por assédio sexual.

Pouco antes de conseguir a vitória, o casal participou de programas de TV britânicos - na ocasião, Gray dizia que o marido "estava tentando ser o pai perfeito".
© Fornecido por BBC Ellie viveu com os avós enquanto esteve separada do pai

A decisão de devolver a guarda, no fim de 2012, ocorreu mesmo após assistentes sociais e os próprios avós de Ellie, com quem a menina estava vivendo, tecerem fortes críticas ao pai.

"Ela (a juíza) vai ter sangue em suas mãos se fizer isso", havia dito Neal Gray, o avô materno - segundo a imprensa britânica, o casal gastou todas as suas economias, que totalizavam 70 mil libras (cerca de R$ 350 mil), lutando contra o pai nos tribunais.

Ao absolver Butler, a juíza Mary Hogg escreveu: "É uma alegria para mim ver o retorno de uma filha para os braços de seus pais. Essa história não acaba hoje, ainda há trabalho a ser feito".

Com a decisão, o serviço de proteção dos assistentes sociais à garota foi suspenso e substituído por uma agência independente, responsável pelo acompanhamento do retorno da criança ao convívio dos pais.

Na imprensa, foram publicadas várias reportagens sobre a "família injustiçada" e o primeiro Natal que eles passariam juntos. Poucos meses depois, ela seria assassinada.
Surto de raiva

A menina de seis anos foi encontrada morta na casa da família em Sutton, a sudoeste de Londres, em 28 de outubro de 2013. Segundo a acusação, Butler teve um surto de raiva e aplicou golpes na cabeça de Ellie até que ela morresse.

Jennie Gray, afirmou a Promotoria, foi chamada pelo companheiro quando estava no trabalho. Ao chegar em casa, viu a filha morta, mas não ligou imediatamente para o serviço de emergência. Ela acabou condenada por crueldade infantil e por ter acobertado o homicídio.
© Fornecido por BBC Jennie Gray foi condenada por ajudar marido a tentar encobertar o crime

O casal também inventou um plano para tentar destruir as provas do crime e encenar uma queda acidental antes de chamar a ambulância, uma farsa que envolvia o irmão mais novo de Ellie.

Eles mandaram a criança ir ao quarto da menina chamá-la para comer bolo - quando chamaram a emergência, duas horas após a morte da filha, era possível ouvir o menino dizer que "Ellie não estava acordando".

O juiz do caso, Alan Wilkie, disse a Gray que ela havia sido "excepcionalmente ingênua e estúpida". Ele afirmou ainda que a mulher, que era verbal e fisicamente abusada pelo marido, tinha uma dependência tão profunda dele que estava disposta a fazer qualquer coisa pelo companheiro, inclusive participar daquela "farsa grotesca", referindo-se especificamente à ligação feita ao serviço de emergência duas horas após a morte de Ellie.

Sobre Butler, Wilkie disse: "Você é um homem egoísta, de temperamento difícil, violento e dominador, que considera seus filhos e sua parceira como troféus, como se eles não tivessem qualquer função a não ser satisfazer suas fantasias infantis e sentimentalizadas de vida familiar - com você como patriarca a quem todos deveriam obedecer."
Revisão

A investigação sobre a morte de Ellie fez com que a Justiça revisasse o caso que absolveu Ben Butler no passado. Com isso, novas informações vieram à tona.

Ao considerar que o pai da menina não havia sido responsável pelos ferimentos em Ellie quando bebê, a juíza Mary Hogg afirmou que havia ocorrido um "erro judicial".
© Fornecido por BBC Butler e Gray foram a programas de TV para reaver guarda da filha

O efeito disso foi a revogação de qualquer forma de proteção à menina, que retornou à casa dos pais sem qualquer acompanhamento para saber se ela estava sendo bem cuidada.

"A ordem da juíza deu permissão a Butler para apresentar o documento emitido por ela a qualquer escola, médico, assistente social, enfermeiro ou policial que viesse a entrar em contato com a família", explicou o repórter da BBC que cobriu o caso, Gaetan Portal.

"Butler teve, como efeito disso, a garantia de uma poderosa arma legal contra qualquer um que levantasse questionamentos ou preocupações sobre o bem-estar de Ellie no futuro. A juíza também determinou que os assistentes sociais locais não poderiam mais supervisionar a menina."

Profissionais independentes ficaram com a missão de acompanhar o caso, mas nunca receberam informações sobre o histórico da família ou sobre as questões que pairavam sobre Butler, que tinha outros registros de violência contra, por exemplo, uma ex-namorada.
© Fornecido por BBC Imagem capturada de vídeo no qual o pai aparece gritando ao lado de Ellie

Eles foram orientados apenas pela decisão de Hogg, que classificava as acusações contra o pai como "um erro".

A equipe de assistentes sociais independentes acompanhou o retorno de Ellie para casa por três meses e não reportou nenhum problema familiar. Eles entregaram o relatório final à Justiça em abril de 2013, seis meses antes do crime.

Segundo funcionários da escola da menina, ela faltou bastante à escola nos meses anteriores a seu assassinato. Ao ser cobrada pelo envio de atestados médicos que comprovassem os motivos das ausências, Grey ficou "irritada e agressiva", disse ao júri a assistente administrativa Kelly Vennard. Ela chegou a dizer que qualquer assunto deveria se tratado com advogados.

O avô materno de Ellie critica o sistema que permitiu a devolução da guarda da neta a seu assassino.

"O sistema falhou com ela, e conosco também. É tarde demais para Ellie, mas não para salvar outras crianças", afirmou. "Quero garantir que isso jamais ocorra com outra criança."

Em entrevista à BBC, o avô contou que ele e sua esposa receberam um telefonema da filha na véspera do assassinato em que ela ofereceu um encontro com a menina por apenas meia hora em uma lanchonete.

"Foi em 27 de agosto de 2013, um dia antes de ela morrer", lembrou. "Ela não era a Ellie que conhecíamos. Tinha marcas na testa e arranhões", disse. Questionado pelo apresentador sobre a reação da menina ao se despedir dos avós, se ela havia protestado, ele respondeu que "não". "Havia tristeza em seus olhos", disse à BBC Neal Gray que lembrou também de Ellie em dias mais felizes. "Ela era uma menina fantástica. Muito extrovertida, bonita, sempre em movimento. Era muito inteligente. Foram os melhores dias de nossas vidas", completou Gray, hoje, viúvo.

AUTOR: MSN

RUAS VIRAM PRAÇA DE GUERRA DURANTE CONFRONTO COM A PM E TRAFICANTES NO PIRAMBU,EM FORTALEZA (CE)

Barricadas de fogo foram montadas para impedir a passagem das viaturas da PM

Pelo menos, sete pessoas ficaram feridas a tiros durante um confronto entre traficantes de drogas e policiais militares nas ruas e becos do Pirambu, na zona Oeste de Fortaleza, no fim da noite de ontem e começo da madrugada desta quinta-feira (23). O conflito aconteceu quando bandidos montaram barricadas na principal rua do bairro para protestar contra a proibição de uma festa funk.

Conforme as primeiras informações colhidas no local, ainda era por volta de 21h30, quando os traficantes incentivaram os moradores a bloquear a Rua Nossa Senhora das Graças, uma das mais movimentadas do bairro e que dá acesso a várias comunidades e à Vila do Mar.

As barricadas de fogo impediram o tráfego de veículo e os motoristas tiveram que usar como rota alternativas ruas como a Dom Quintino e a Marcílio Dias para poder chegar ás suas casas e pontos comerciais.

Quando a Polícia chegou no local, teria sido recebido a tiros e fogos de artifício pelos traficantes, dando início ao confronto. Várias viaturas da 3ª Companhia do 5º BPM (Pirambu), do Ronda do Quarteirão foram acionadas e precisaram de apoio do BPRaio e do Batalhão de Polícia de Choque. Até um helicóptero da Ciopaer foi acionado para dar apoio ao efetivo terrestre.

Na troca de tiros entre policiais e traficantes, sete pessoas acabaram baleadas. Cinco delas tiveram que ser encaminhadas em ambulâncias do Samu ou em carros próprios para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro). Outras duas deram entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro, localizada na Avenida Leste-Oeste.

O clima no bairro é tenso e, segundo moradores, a confusão se estabeleceu depois que os traficantes deram uma ordem para o protesto. O motivo seria a ação da PM no fim de semana que impediu a realização de um baile funk na comunidade da Areia Grossa, um dos redutos do tráfico.

Imagens gravadas por moradores em seus celulares e postadas nas redes sociais mostram os momentos de pânico em função da troca de tiros entre PMs e traficantes nas proximidades da Praça do Abel e da Vila do Mar.

O Comando-Geral da PM ainda não se pronunciou sobre o caso, mas o policiamento no bairro foi reforçado pela corporação.

AUTOR: BLOG DO FERNANDO RIBEIRO

POLÍCIA PRENDE QUADRILHA COM FUZIL AK-47, SUSPEITA DE ATACAR BANCOS, EM BATURITÉ (CE)

A Polícia Civil do Ceará, através de sua Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), desarticulou nesta quarta-feira (22) parte de uma quadrilha apontada como responsável por vários ataques a bancos na região do Maciço de Baturité. 

Entre o arsenal do bando havia um fuzil modelo AK-47, arma de fabricação russa e muito utilizada por grupos terroristas. Pelo menos, quatro pessoas foram capturadas e outras ainda são procuradas.
Um fuzil AK-47, de fabricação russa, estava entre o armamento da quadrilha presa

De acordo como o titular da DRF, delegado Raphael Vilarinho, o grupo assaltou várias agências naquela região e já planejava o próximo ataque, cujo alvo seria a agência do Banco do Brasil da cidade de Mulungu (a 104 Km de Fortaleza).

Na entrada daquela cidade, foram capturados em um Fiat Vivace os suspeitos identificados como Francisco Jonathan Vasconcelos de Lima, 29 anos, conhecido por “Palhaço”; Josenildo Marques Palhano, 28, vulgo “Sal”; e Francisco Adriano Cordeiro Vieira, 40 anos, o “Abelardo”. Eles portavam uma pistola de calibre 9 milímetros, além de muita munição. Depois disso, a Polícia descobriu onde estariam outras armas e veículos do bando.

Resposta

As diligências foram parar no Parque Santa Filomena, na Grande Messejana, zona Sul de Fortaleza, onde, numa residência daquela comunidade foi detida Nayane Carneiro de Lima, 26 anos. Com ela, foram encontrados o fuzil, munição para diversas armas, além de drogas (cocaína) e mais dois veículos, entre eles, um caminhonete Hilux que pode ter sido usada na fuga após os ataques aos bancos.

Para Raphael Vilarinho, esta foi uma resposta contundente da Polícia Civil do Ceará aos ataques contínuos que aconteciam em bancos de Municípios de pequeno porte da região do Maciço de Baturité e do Vale do Acarape. Cidades como Capistrano, Itapiúna, Acarape, Redenção, Palmácia, Aracoiaba e outras, acabaram sendo invadidas por ladrões de banco nos últimos dois anos. Os delinquentes agiam sempre no estilo do “novo cangaço”, atirando contra os destacamentos da PM, explodindo as agências e incendiado carros nas estradas.

AUTOR: BLOG DO FERNANDO RIBEIRO

LADRÃO ADOLESCENTE É PRESO APÓS ROUBAR TABLET DE CRIANÇA DE 5 ANOS, EM TIANGUÁ (CE)

Por volta das 8:30hs do dia 22/06, a viatura Rd 2772 ( Sd Macedo e Sd Sene) foi acionada via Copom dando conta de um assalto na Rua Abuim Nunes onde um indivíduo menor de idade havia subtraído de uma criança de 5 anos um Tablet Samsung e apreendeu fuga em direção à BR-222.

Foi contido pela população e os Agentes do Demutran. Diante dos Policiais Militares o menor confessou o crime e mostrou o local onde havia jogado o Tablet, em um mato perto do local onde foi detido por populares.
No local a vítima relatou que estava seguindo com sua filha na Rua Assembleia de Deus em direção ao mercadinho quando foi abordado pelo menor que tomou o Tablet da criança e a ameaçou, e depois apreendeu fuga sendo seguido pela vítima que gritava "Ladrão" e que a população conteve o mesmo até a chegada dos Policiais Militares.

Foi conduzido para Delegacia Regional de Tianguá para ser Lavrado o Ato Infracional.

AUTOR: OPERAÇÕES POLICIAIS MILITARES DE TIANGUÁ

FORAGIDO DA 'OPERAÇÃO TURBULÊNCIA' É ENCONTRADO MORTO, EM RECIFE

Paulo César de Barros Morato/DIVULGAÇÃO/ POLÍCIA FEDERAL

Foi encontrado morto nesta quarta-feira, 22, o alvo de pedido de prisão da Operação Turbulência, Paulo César de Barros Morato, em um motel em Olinda, região metropolitana de Recife. A morte dele ocorre um dia após a ação da Polícia Federal (PF) ter sido deflagrada.

A Polícia Civil investiga o caso, que só será repassado à Polícia Federal se houver relação entre a morte e a investigação. O nome de Paulo César constava na lista de foragidos da Interpol.

De acordo com a PF, o alvo da Operação Turbulência é considerado o "testa-de-ferro" de um esquema de lavagem de dinheiro que desviou R$ 600 milhões. 

O caso foi descoberto com a investigação sobre os proprietários do avião que o ex-governador Eduardo Campos usou na campanha presidencial de 2016.

AUTOR: O POVO

BONDINHO DE UBAJARA (CE), VAI GANHAR MODERNIZAÇÃO PELA PRIMEIRA VEZ EM 41 ANOS

Obra do teleférico está orçada em R$ 10 milhões/FCO FONTENELE / O POVO

Depois de mais de um ano parado, o Bondinho de Ubajara, como é conhecido o teleférico instalado no município, a 329,3 km de Fortaleza, vai ganhar reforma completa. A Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) apresentou ao Conselho Gestor do Parque Nacional de Ubajara, nesta terça-feira, 22, o projeto que mostra como ficará o equipamento após a obra.
O teleférico vai receber modernização pela primeira vez, após 41 anos, completados no último dia 14 de março. A reforma terá investimento de R$ 10 milhões. Segundo a coordenadora da Unidade de Gestão de Projetos (UGP), Juliana Brauner, responsável pela obra, era necessário paralisar o equipamento para a segurança dos visitantes e a continuidade do bondinho. 

"Sabemos do transtorno, mas ele será momentâneo. A contrapartida é que a população irá receber um equipamento moderno, com condições de funcionar por mais 40 anos", diz.

De acordo com a Setur, a reunião desta terça, na sede da pasta, era a última etapa para antes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o parque, autorizar a obra.

Além da recuperação da estrutura metálica da estação superior, o Bondinho vai receber obras de renovação das cabines, modernização das estruturas e equipamentos eletrônicos e mecânicos, recuperação da coberta da estação inferior, construção de banheiros nas estações superior e inferior e reforma da estrutura de apoio existente na estação superior. Outro ponto da reforma é a urbanização da estação superior com rampas de acesso e escadaria.

"Como o bondinho está em uma área de proteção ambiental, o processo é mais lento, pois precisa seguir uma série de trâmites", informa Juliana Brauner. A Setur já havia apresentado um projeto de modernização no último dia 25.

Parado há 13 meses

O Bondinho completa 13 meses parado no próximo sábado, 25. Conforme a Setur, relatórios apontaram que a espessura dos cabos que faziam a condução da cabine do bondinho estava abaixo do nível mínimo de segurança.

Em razão do desgaste do equipamento, outras medidas já haviam sido tomadas antes mesmo do fechamento. O Bondinho precisava de reparos constantes e por isso era fechado com frequência. Nesse período, a máquina já tinha passado a funcionar apenas em feriados e fins de semana.

A Setur comunica que não verificou queda expressiva de turistas na região. Só no ano passado, mais de 109 mil pessoas passaram pelo Parque Nacional de Ubajara. Em 2014, o equipamento recebeu mais de 108 mil visitantes.

A previsão é de que a obra termine seis meses após concluída a licitação.

Veja como o bondinho deve ficar após a reforma:
Divulgação / Setur
Divulgação / Setur
Divulgação / Setur

AUTOR: O POVO

TIANGUÁ AGORA NO TWITTER!

Real Time Analytics