I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

DESEJO À TODOS OS LEITORES, UM NATAL DE MUITA LUZ E PAZ!.

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

VOCÊ MERECE MAIS! MAIS SAÚDE, MAIS QUALIDADE, MAIS FELICIDADE!

VOCÊ MERECE MAIS! MAIS SAÚDE, MAIS QUALIDADE, MAIS FELICIDADE!
VENHA CONHECER A NOSSA NOVA CLÍNICA EM TIANGUÁ (CE)!

VENHA ESTUDAR NA MELHOR ESCOLA DE TIANGUÁ (CE)

VENHA ESTUDAR NA MELHOR ESCOLA DE TIANGUÁ (CE)
COLÉGIO MARIA ESTELA

11Bets+ UNE A SUA PAIXÃO PELO ESPORTE COM A OPORTUNIDADE DE GANHAR DINHEIRO EXTRA!

11Bets+ UNE A SUA PAIXÃO PELO ESPORTE COM A OPORTUNIDADE DE GANHAR DINHEIRO EXTRA!
CONTATOS: (88) 99999-1564 / (88) 99305-7900 (WhatsApp)

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

SEJA VOCÊ O PRÓXIMO GANHADOR DE TIANGUÁ (CE)

SEJA VOCÊ O PRÓXIMO GANHADOR DE TIANGUÁ (CE)
ADQUIRA JÁ SUA CARTELA, E BOA SORTE!

CURTA A MAIS NOVA PÁGINA DESTE BLOG, NO FACEBOOK!

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA
ATENDIMENTO DELIVERY DO SUPRA SUPERMERCADO LIGUE: (88) 9-9210.0302/9-9737.3611/9-9434.7201

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!
EM SOBRAL, UBAJARA E TIANGUÁ - FONES: (88) 3611-5346/99244-7730/9931-8511/3671-1144/99428-2616/99739-8777

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!
RUA VEREADOR MANOEL FROTA 539 - CENTRO - TIANGUÁ/CE

FAZENDO VALER SUA IDEIA!

FAZENDO VALER SUA IDEIA!
FAÇA AQUI SUA DIVULGAÇÃO!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

NÚMERO DE MORTOS EM SUPOSTO ATAQUE A GÁS NA SÍRIA PASSA DE 80, DIZ ONG

Criança inconsciente é mantida sob observação em hospital de Khan Sheikhoun, na Síria, após suposto ataque com gás tóxico em área tomada por rebeldes (Foto: Omar Haj Kadour/AFP)

A ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos, com sede em Londres, disse na tarde desta quarta-feira (5) que o número de mortos no ataque na cidade de Khan Sheikhoun, na Síria, supostamente a gás, subiu de 72 para 86. Entre os mortos, há 30 crianças e 20 mulhres, indica a ONG.

O ataque foi tema de uma reunião de emergência realizada nesta quarta no Conselho de Segurança da ONU, em que os embaixadores adiaram a votação de uma resolução, apresentada por Reino Unido, França e Estados Unidos, que pede uma investigação "exaustiva" no local. A Rússia, firme aliada do governo de Bashar al-Assad, afirmou que o texto era "categoricamente inaceitável". O país tem poder de veto no Conselho, podendo barrar a resolução.

Na terça, um grupo de assistência médica na Síria havia divulgado o número de mais de 100 mortos e 400 feridos. A informação é da União das Organizações de Cuidados Médicos, uma coalizão de agências internacionais de socorro que ajuda hospitais na Síria e que é parcialmente baseada em Paris.

A Inteligência dos Estados Unidos, a Organização Mundial da Saúde e a ONG Médicos sem Fronteiras afirmam que evidências iniciais apontam para o uso de gás no ataque. A administração Trump e outras autoridades internacionais - como do Reino Unido e da França - acusam o governo da Síria de ser o responsável pelo bombardeio, alegação que o Exército sírio nega.

A Rússia, aliada da Síria no conflito, afirma que o gás tóxico foi vazado quando aviões da Síria bombardearam uma fábrica de munição dos rebeldes.

Todos os integrantes do Conselho de Segurança da ONU condenaram o uso de armas químicas, mas não chegaram a um consenso sobre o responsável pelo ataque, com o representante russo citando o suposto vazamento de gás de uma fábrica.
Vladimir Safronkov, vice-embaixador da Rússia na ONU, durante a reunião do Conselho de Segurança (Foto: AFP/Timothy Clary)

"Na terça-feira, das 11h30 às 12h30 do horário local, a aviação síria realizou um ataque a um grande depósito de munições dos terroristas e a uma concentração de equipamentos militares nos arredores do leste da cidade de Khan Sheikhoun", informou o porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konoshenkov.

"No território do depósito havia oficinas que produziam munições de guerra química", destacou Konoshenkovm acrescentando que as munições químicas foram usadas pelos rebeldes em Aleppo no ano passado.

O embaixador sírio na ONU disse que o país não tem armas químicas, que nunca as usaram e nunca irão usar.

EUA ameaçam ação unilateral

Durante a reunião, a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, ameaçou com uma ação unilateral dos EUA caso a ONU não responda de forma adequada ao incidente. "Quando as Nações Unidas fracassam consistentemente em sua tarefa de atuar de forma coletiva, há momentos na vida dos estados em que nos vemos impulsionados a atuar por conta própria", declarou.
Embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, exibe fotos de vítimas de suposto ataque químico na Síria (Foto: Bebeto Matthews/AP)

A representante americana pediu que a Rússia faça valer sua influência sobre o governo sírio. "Quantas crianças mais terão que morrer antes de a Rússia agir?", perguntou.

Enquanto a comunidade internacional acusa Assad pelo suposto ataque, a Rússia considera "inaceitável" o projeto de resolução. "O texto apresentado é categoricamente inaceitável. Seu defeito é antecipar os resultados da investigação e assinalar culpados", afirmou a porta-voz do ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.
Abdul Hamid Alyoussef segura seus gêmeos mostros no ataque a Khan Sheikoun (Foto: Alaa Alyoussef/AP)

"Aqui estamos falando de crimes de guerra, crimes de guerra em grande escala, crimes de guerra com armas químicas", criticou o embaixador francês, François Delattre, em declarações a jornalistas ao entrar na reunião.

Votação adiada

A votação da resolução foi adiada, e não foi dito quando ela poderia ocorrer. De acordo com o jornal "New York Times", os embaixadores sinalizaram que era improvável que a votação ocorresse ainda nesta quarta-feira.

O projeto de resolução pede que um painel conjunto da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) e da ONU investigue o ataque, realizado na manhã de terça-feira no povoado de Khan Sheikhun.

O texto, visto pela agência AFP, convoca a Síria a entregar os planos e registros de voo, além de outras informações, de suas operações militares no dia do ataque.

Além disso, pede que Damasco forneça os nomes de todos os comandantes de esquadrões de helicópteros aos investigadores da ONU e permita que se reúnam com generais e outros oficiais de alto escalão, indica o projeto de resolução.

Também prevê que a Síria permita que as equipes da ONU e da OPAQ visitem suas bases aéreas, das quais os ataques com armas químicas podem ter sido lançados.

'Afronta horrível à humanidade'

Em coletiva de imprensa na Casa Branca, o presidente americano Donald Trump condenou fortemente o ataque na Síria, afirmando que ele mudou sua opinião sobre Bashar al-Assad. Trump disse que o ataque foi 'afronta horrível à humanidade' e é inaceitável.
Donald Trump fala a jornalistas nesta quarta-feira (5) no jardim da Casa Branca (Foto: Nicholas Kamm / AFP)

"Suas mortes são uma afronta à humanidade. Estes atos de ódio [cometidos] pelo regime de Assad não podem ser tolerados", acrescentou o presidente, sem dar detalhes de quais atitudes poderiam ser tomadas pelos EUA.

Trump disse que sua "postura em relação à Síria e a Assad mudou". "Agora estamos falando de outro nível, completamente diferente". "O que aconteceu é inaceitável para mim".

AUTOR: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O TIANGUÁ AGORA descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

TIANGUÁ AGORA NO TWITTER!

Real Time Analytics