I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

APROVEITE!

APROVEITE!
CLIQUE NA IMAGEM E CONFIRA SUPER OFERTAS PARA VOCÊ!
SEJA MUITO BEM VINDO, E TENHA UMA ÓTIMA LEITURA!.

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

SEJA VOCÊ O PRÓXIMO GANHADOR DE TIANGUÁ (CE)

SEJA VOCÊ O PRÓXIMO GANHADOR DE TIANGUÁ (CE)
ADQUIRA JÁ SUA CARTELA, E BOA SORTE!

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

CURTA O TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

CURTA A MAIS NOVA PÁGINA DESTE BLOG, NO FACEBOOK!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA

FAÇA SUAS COMPRAS SEM SAIR DE CASA
ATENDIMENTO DELIVERY DO SUPRA SUPERMERCADO LIGUE: (88) 9-9210.0302/9-9737.3611/9-9434.7201

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET BANDA LARGA AGORA FIBRA ÓPTICA!
EM SOBRAL, UBAJARA E TIANGUÁ - FONES: (88) 3611-5346/99244-7730/9931-8511/3671-1144/99428-2616/99739-8777

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!

ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMA, LIGUE LOGO!
RUA VEREADOR MANOEL FROTA 539 - CENTRO - TIANGUÁ/CE

FAZENDO VALER SUA IDEIA!

FAZENDO VALER SUA IDEIA!
FAÇA AQUI SUA DIVULGAÇÃO!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

JOVEM MILITANTE DO LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE É ASSASSINADO A TIROS, EM BAIRRO DE FORTALEZA (CE)

O jovem Carlos Ridson Correia Damasceno, 18, militante do movimento Levante Popular da Juventude e da cultura Hip-Hop, foi assassinado a tiros na madrugada desta quinta-feira, 17, no Barroso. 

A Polícia Civil realiza buscas na área, mas até o momento nenhum suspeito foi preso. Com essa morte, sobe para quatro o número de jovens do Levante Popular no Ceará mortos desde a criação da organização no Estado, em 2012.

A morte foi registrada às 0h40min, na rua Nova Conquista, e as investigações estão a cargo da equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

"Ele estava ingressando no movimento como forma de uma ressocialização. Nós sabemos que trabalhar na periferia envolve a violência e o extermínio da juventude, mas é onde nós temos o potencial de resgatar vidas", diz o coordenador do movimento, Miguel Braz.

Carlos havia saído de uma unidade de acolhimento do sistema socioeducativo há cerca de duas semanas e era o mais o velho de uma família de três irmãos. Ao todo, cerca de 200 jovens integram a militância do Levante Popular na capital cearense, atuando nas 25 células localizadas em bairros da periferia da cidade.

Miguel explica que a organização utiliza, além do Hip-Hop, outras ferramentas culturais para resgatar jovens em situação de vulnerabilidade social, como teatro, capoeira e dança popular.

Juventude criminalizada

O Nordeste é a região que teve a maior escalada de violência entre 2004 e 2014, segundo dados do Atlas Violência 2016, estudo desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Econômica aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FPSP).

O aumento de homicídios no Ceará, nessa série histórica, foi de 166,5%. As chances de jovens pretos e pardos morrerem por homicídio são 147% maiores do que de jovens de outros grupos étnicos, ainda conforme a pesquisa.

O sociólogo e professor da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Marcos Silva, explica que nesse contexto é necessário levar em conta duas dimensões: criminalização da juventude e negação de direitos na periferia.

"Quem morre mais no Brasil são os jovens pretos, pobres e da periferia, onde as políticas públicas não atendem de maneira efetiva", explica o sociólogo, que também é pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Além da negação de direitos, Marcos cita a violência institucional e física contra a juventude. "O estado produz crimes ao mesmo tempo que o seu efetivo policial é o que mais mata jovens dentro dessa sociedade historicamente conservadora e racista. No caso de Fortaleza, os espaços periféricos são excluídos das políticas, é uma cidade ainda muito segregadora", continua.

Para ele, a juventude ainda é cooptada para o tráfico de drogas, mas persiste com a produção de movimentos sociais que buscam driblar a condição de vulnerabilidade. "Esses jovens conseguem produzir movimentos de hip-hop e grafite, por exemplo, para modificar a vida de muitos outros", frisa.

AUTOR: O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O TIANGUÁ AGORA descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

TIANGUÁ AGORA NO TWITTER!

Real Time Analytics