I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

SEJA UM REPÓRTER DO TIANGUÁ AGORA!

SEJA UM REPÓRTER DO TIANGUÁ AGORA!

CURTIR TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

PLACAR DA RODADA!

Placares ao vivo oferecidos por www.futebol.com

CURTIR TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TELEFONES IMPORTANTES!

TECNO FILMES DO BRASIL

GRUPO GEAN - ÓTICA GEAN E HOTEL GEAN

terça-feira, 30 de abril de 2013

ASSALTO AO BB DE MIGUEL ALVES (PI), DEIXA GERENTE E 3 ASSALTANTES MORTOS

Ademyston Rodrigues, gerente do banco

No início da noite desta terça-feira, a Polícia Militar encaminhou à sede do Grupo de Represessão ao Crime Organizado (Greco), as armas e o dinheiro apreendidos em poder dos criminosos que causaram terror em Miguel Alves, durante o assalto ao Banco do Brasil da cidade.

O coronel Albuquerque, coordenador do Comando Geral de Operações, esteve no Greco para acompanhar a entrega do material.

Para assaltar a agência bancária os bandidos utilizaram pelo menos sete armas - duas espingardas calibre 12, um rifle puma, dois revólveres calibre 38, um fuzil 762 e uma pistola.

O delegado Carlos César, do Greco, informou que a apresentação das armas e do dinheiro só acontecerá durante coletiva de imprensa agendada para a próxima quinta-feira, ao contrário do que havia informado a PM-PI.

O velório do gerente do BB, Ademyston Rodrigues Alves, acontece na Pax União, em Teresina.

Atualização às 18h

O coronel Sá Júnior, da Polícia Militar, informou que a Polícia Civil vai apresentar ainda nesta terça-feira, em Teresina, as armas utilizadas pelos bandidos que assaltaram o Banco do Brasil de Miguel Alves, distante 116 km da capital. Na ocasião, também será exibido o dinheiro recuperado durante a ação policial que mobilizou mais de 30 homens.

A PM-PI confirma a morte de apenas três assaltantes e afirma que pelo menos outros dois estão foragidos. No entanto, relatos de moradores da cidade dão conta de que um quarto suspeito teria sido morto pelos policiais.

A apresentação das armas e do dinheiro acontecerá na sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Atualizada às 16h20

A assessoria de comunicação do Banco do Brasil no Piauí informou que o gerente Ademyston Rodrigues Alves, morto na manhã desta terça-feira, trabalhava há pelo menos dez anos no BB, e há cerca de um ano assumiu a gerência do banco na cidade.

Conforme informações repassadas por policiais militares e por testemunhas, o gerente foi morto pelos assaltantes no momento em que a quadrilha foi encurralada por uma barreira da polícia, numa das saídas de Miguel Alves.

O analista de Comunicação do BB no Piauí, Sávio Rodrigues, afirma que todas as agências do banco cumprem as normas de segurança estabelecidas pela Polícia Federal, como a presença de vigilantes armados, portas giratórias e sistema de monitoramento interno.

A assessoria do banco considera que o número reduzido de policiais civis e militares no interior do Estado é um fator determinante para a grande quantidade de assaltos às agências bancárias. "O Banco do Brasil tem uma Gerência de Segurança, sediada em Fortaleza, que acompanha ocorrências como essa", afirmou.

O gerente Ademyston Alves, morto aos 34 anos, deixa uma esposa e três filhos - de seis anos, quatro anos e o caçula, de apenas três meses.

Atualizada às 12h43

O coronel Lindomar Castilho confirmou que quatro pessoas morreram após o assalto à agência do Banco do Brasil de Miguel Alves: o gerente do banco, Ademyston Rodrigues Alves (34 anos), e três dos assaltantes. Os criminosos foram aniquilados durante confronto com a polícia. Os outros três bandidos estão sendo caçados na mata.

Ainda segundo o coronel, o gerente do banco foi alvejado com um tiro na cabeça. "Ele foi levado junto com outros dois reféns pelos assaltantes e levou um tiro à queima-roupa. Os outros dois reféns já foram liberados pelos bandidos e não estão feridos", afirmou Castilho.

A assessoria de imprensa da Superintendência do Banco do Brasil no Piauí disse estar aguardando a confirmação de que o gerente veio a óbito. O montante levado pelos bandidos, segundo a assessoria, ainda não foi contabilizado.

Fotos: Richarle Tuira

Clique aqui e aqui para ver vídeos feitos por populares

Atualizada às 12h

Segundo populares, alguns assaltantes morreram durante troca de tiros com a polícia. Eles tentavam seguir para Barras ou Porto, mas foram surpreendidos, na saída do município, por uma barreira policial. O bloqueio foi montado na altura do bairro Forquilha, zona rural de Miguel Alves. O carro dos bandidos acabou tombando em um barranco, dando início ao tiroteio.

A ação dentro do banco durou cerca de 1 hora. Várias pessoas foram feitas reféns durante o assalto, entre elas o gerente da agência, que foi baleado.
"A população está aterrorizada. Os comerciantes fecharam as portas. O clima está tenso. A cidade está toda policiada. Vieram policiais até do Maranhão", relatou um comerciante do município.
Atualizada às 11h43

Fortemente armados, criminosos assaltaram agora há pouco a agência do Banco do Brasil do município de Miguel Alves, a 110 km de Teresina.

O comandante de policiamento do interior, coronel Lindomar Castilho, informou que seis homens integram a quadrilha, munidos de fuzis, escopetas e pistolas.

Informações extraoficiais dão conta de que houve intenso tiroteio na cidade. Entretanto, segundo o coronel, ainda não há notícia de reféns nem de feridos. A quantia levada pelos bandidos ainda não foi divulgada.

Divididos em dois veículos, entre eles uma picape, os assaltantes ainda estão na cidade, que já foi cercada pela polícia. "As equipes já fecharam o cerco policial. Acreditamos que logo iremos capturá-los. O Bope (Batalhão de Operações Especiais) e a Inteligência já foram acionados", acrescentou o comandante.

Equipes do batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) já estão no local e realizam diligências para captura dos bandidos.
AUTOR: PORTAL O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O Tianguá Agora descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

PESQUISAR NO TIANGUÁ AGORA!




RESULTADOS DA PESQUISA GOOGLE!




Real Time Analytics